Talhos Machados

Rui Machado abriu o seu talho nos Anjos há quase 27 anos. O negócio corria bem, e ao longo dos anos foram-se juntando mais talhos, abrindo finalmente o da Praça das Flores em 2008, onde hoje em dia vende, com o seu filho Miguel, os mais variados cortes de carne, como entrecosto, salsichas frescas e bife da vazia.

A história até é relativamente simples, foi basicamente o meu pai que, empregado até à data por conta de outrém, foi abrindo os vários talhos nos quais eu fui ajudando como podia. Nós somos uma empresa familiar,” conta Miguel.

Com o passar do tempo, à medida que os azulejos com animais de quinta que decoravam o exterior do edifício foram substituídos por ardósia preta na qual escrevem os cortes do dia, foram acrescentando outros produtos de mercearia, como azeite, polpa de tomate e ovos. Miguel explica: “São produtos complementares à carne, assim coisas para fazer uma refeição. Uns congelados, especiarias, tudo complementar.

No Talhos Machados, Miguel e o pai trabalham maioritariamente com clientes do bairro e alguns restaurantes. Deixaram de trabalhar com hotéis há uns tempos porque, diz Miguel, “é muito procedimento, muita burocracia.

Apesar do recente boom do turismo, que afetou sobretudo a zona do Príncipe Real, onde há cada vez mais alojamento local, os Machado vão continuando o negócio. Mas o coronavírus é, de longe, o maior desafio que já enfrentaram. No entanto, sente-se otimista: “Orgulhamo-nos de uma coisa: nestes 30 anos mantivemos sempre as portas abertas e conseguimos ultrapassar uma data de crises. Isso é um orgulho. Esta está a ser a mais complicada. Mas nós vamos ultrapassar, já estamos a ultrapassar!

Trabalham com os mesmos produtores há anos, alguns desde o início, no tempo do pai: “eu e o meu pai tratamo-los basicamente por tu. É tudo empresas nacionais e familiares, como a nossa. São produtores pequenos e consegue-se ver melhor relação de tudo -- de confiança, de fornecimento.”

Trabalham com os mesmos produtores há anos, alguns desde o início, no tempo do pai: “eu e o meu pai tratamo-los basicamente por tu. É tudo empresas nacionais e familiares, como a nossa. São produtores pequenos e consegue-se ver melhor relação de tudo -- de confiança, de fornecimento.

Os cortadores, cada vez mais raros, também trabalham com os Machado há vários anos. Uma vez, conta Miguel entre risos, ficaram a beber uns copos depois do trabalho, e um deles, “com a pingazinha”, levou os sapatos do colega todo o fim-de-semana, apercebendo-se do erro apenas quando os seus colegas o apontaram na segunda-feira seguinte.

E assim vão passando os anos no Talhos Machados, por entre a carne e o trabalho, as brincadeiras e as peripécias. Afinal de contas, como diz Miguel, o trabalho de um cortador é bastante duro. E nem só de trabalho é feito o homem.

Texto: Rafaela Cortez
Fotografia: Fernando Amaral e Alice Bracchi

Produtos

Bife Vazia

€9,98

Lombo Porco

€4,99

Entrecosto Porco

€4,99

Salsicha Fresca Porco

€5,98

Hamburguers Novilho

€0,75

Carne Picada de Novilho

€6,98

Bife Alcatra

€8,48

Bife Lombo

€22,98

Bife Perú

€5,98

Bife Frango

€5,98

Coelho Fresco

€8,00

Frango Campo

€9,49
DE VOLTA AO TOPO